domingo, 13 de janeiro de 2013

"O Aroma das Especiarias", Joanne Harris

Acabar de ler "O Aroma das Especiarias" não me deixou com aquele descanso que costumo sentir ao terminar uma trilogia, bem pelo contrário! Conseguiu deixar-me ansiosa e com mais perguntas. "Acabou mesmo? Não, não pode... A sério, Joanne?"
Não o considerei uma conclusão da série "Chocolate", - se é que algum dia poderá existir uma "conclusão"  com personagens tão promissoras - mas sim mais uma viagem até àquele mundo superstiscioso, onde os amigos imaginários pulam à nossa frente e o vento comanda a vida.
Vianne Rocher e as filhas regressam a Lansquenet ao receberem uma carta misteriosa e encontram mudanças, não só nas próprias pessoas, como na aldeia: há uma comunidade islâmica do outro lado do rio, uma comunidade que apesar das diferenças é um espelho - um outro Reynaud, uma outra Armande, uma Mulher de Preto...
Em relação aos outros livros da série este é mais cru, exactamente por pegar muito na realidade. As diferenças óbvias entre as culturas são um tema da França dos dias de hoje e o ódio que por vezes emerge em tais casos é tratado ao longo da história. A violência sobre as mulheres, de que Joséphine já tinha sido alvo, volta a ser falada. O perigo, a violência, são reais.
De qualquer forma, elementos como a magia da comida e as palavras que apelam aos sentidos, tão próprias de Joanne Harris, continuam neste "O Aroma das Especiarias", não provocando nenhuma desilusão. Mas quero mais!

Boa viagem!

 

Sinopse:
 
Vianne Rocher recebe uma estranha carta. A mão do destino parece estar a empurrá-la de volta a Lansquenet-sur-Tannes, a aldeia de Chocolate, onde decidira nunca mais voltar. Passaram já 8 anos mas as memórias da sua mágica chocolataria La Céleste Praline são ainda intensas.

A viver tranquilamente em Paris com o seu grande amor, Roux, e as duas filhas, Vianne quebra a promessa que fizera a si própria e decide visitar a aldeia no Sul de França. À primeira vista, tudo parece igual. As ruas de calçada, as pequenas lojas e casinhas pitorescas… Mas Vianne pressente que algo se agita por detrás daquela aparente serenidade. O ar está impregnado dos aromas exóticos das especiarias e do chá de menta.

Mulheres vestidas de negro passam fugazes nas vielas. Os ventos do Ramadão trouxeram consigo uma comunidade muçulmana e, com ela, a tão temida mudança. Mas é com a chegada de uma misteriosa mulher, velada e acompanhada pela filha, que as tensões no seio da pequena comunidade aumentam. E Vianne percebe que a sua estadia não vai ser tão curta quanto pensava. A sua magia é mais necessária do que nunca!
 
Edição/reimpressão:
Páginas: 496
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892320106 




6 comentários:

  1. Chocolate é uma das minhas próximas leituras. Deixaram-me muitooo curiosa .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que também fiques fã da Vianne Rocher ;D

      Eliminar
  2. Inacreditável, eu sei, mas nunca li nada da Joanne Harris :P

    ResponderEliminar
  3. Inacreditável! Estou a brincar :D um dia tens de ler. Acho que vais achar piada.

    ResponderEliminar