quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

"Madre Paula", Patrícia Muller


O primeiro livro do primeiro desafio de 2015 foi "4 estrelas". Para já, o tema despertava-me em muito o interesse. "Madre Paula" é sobre uma das amantes de D. João V, que era freira (como tantas outras). Não parece estranho que uma "monja" possa ser amante de alguém, quanto mais do próprio rei? Acabei por perceber que não era assim tão irreal.



Paula Tereza da Silva entrou para o mosteiro de Odivelas, não por sentir algum algum apelo divino, mas pela força das circunstâncias, já que o pai empobreceu e não conseguia sustentá-la nem à irmã, Luz. Por não terem posses eram olhadas de lado pelas freiras de boas famílias - ou de boas relações - que levavam vidas de luxo dentro daquelas paredes. E mais não conto, porque é esse o "rastilho" para a história.
Gostei muito do livro. Levou-me a pensar na tarefa dos conventos e mosteiros que, muitas das vezes, não eram mais do que "asilos" para onde se despejavam que não conseguia sobreviver - nem que convinha viver - no "mundo de fora".
Apresentou também um pouco do que seria o ambiente de Lisboa da época e parte dos problemas que o país atravessava. O famoso ouro do Brasil suportava apenas uma elite, como bem sabemos...
Em relação às personagens principais gostei que fossem apresentados de uma forma tão humana. O João, como Paula lhe chama, chega muitas vezes a ser detestável, apesar do amor que partilham um pelo outro. E a protagonista parece gostar de se sentir poderosa, seja sobre um homem ou sobre qualquer "irmã" que a importune. Achei curioso que sentisse tantos cíumes da rainha e se sentisse sempre uma "rameira" apesar de saber que era amada. Coisas... Da mesma forma, também somos levados a pensar que Paula apenas foi amada verdadeiramente pela Luz, que sempre a protegeu. Se João gostava tanto dela porque precisava da companhia de outras, não é?
Outro aspecto que me captou a atenção neste livrinho foi o estilo de escrita, tão intimista. Por momentos parece que se ouve a própria voz de Soror Paula, o que nos aproxima muito dos sentimentos da protagonista. 
Gostei muito e recomendo.
 
E vocês, já o leram? O que acharam?

10 comentários:

  1. Olá,

    Não li mas parece-me sem duvida uma excelente leitura :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Fiacha!
      Sim, vale a pena :D

      Bjs e boas leituras

      Eliminar
  2. Se esta Patrícia Muller é a mesma que escreve novelas, acho que não tenho muita vontade em pegar-lhe. :D Mas se gostaste já significa que tem qualidade :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Ahahah provavelmente é a mesma :p sim, até tem, por muito sentimentalista que às vezes se torne, mas é o que o distingue.
      Beijinho e boas leituras

      Eliminar
  3. Olá!

    Já vi este livro muitas vezes na biblioteca da minha zona. Nunca lhe tinha prestado muita atenção. Parece ser bom.

    Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Quando puderes dá-lhe uma oportunidade. Depois quero saber a tua opinião :D

      Beijinhos e boas leituras!

      Eliminar
  4. Olá Su!

    Hum... fiquei de olho depois de ler a tua opinião. Qualquer dia tens que me emprestar.

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Spi!
      Sim, tenho :D quero depois debater contigo umas coisinhas sobre o livro.
      beijinhos

      Eliminar
    2. Está bem :) é melhor anotares para a próxima assembleia ! (anotar - lembrei-me do bloco de ntas outra vez. Raios!!)

      Eliminar